Novos Artigos
Loading...

Dentro da Casa do Atirador Adam Lanza

VÍDEO DO DIA
"PARÓDIA REDUBLAGEM DO DEADPOOL - EXCELENTE"




O atirador Adam Lanza que matou 20 crianças e 6 adultos na escola primária Sandy Hook, em Newtown no dia 14/12/2012, antes de cometer suicidio, tinha obsessão com assassinatos escolares em massa. Essa é a conclusão do relatório final da investigação sobre o atirador, colocado no site do Departamento de Justiça do estado do Connecticut, Estados Unidos.
O que motivou Adam Lanza, 20 anos, a atacar a escola  “pode nunca ser descoberto”, diz o relatório da investigação policial. “As provas mostram claramente que ele planejou as suas ações, inclusive o suicídio, mas não há nenhuma indicação clara do motivo, ou porque escolheu a escola primária de Sandy Hook”, consta no documento de 48 páginas.
A certeza é que Adam Lanza tinha problemas mentais. Em 2005 ele foi diagnosticado portador da síndrome de Asperger, uma desordem de espectro autista que se caracteriza por dificuldades de socialização, gestos repetitivos e estranhos interesses, mas que não costuma ser associada a ações criminosas ou violentas. As pessoas afetadas diferentemente do autismo clássico, não tem nenhum atraso ou retardo global no desenvolvimento cognitivo ou da linguagem e a doença afeta geralmente pessoas do sexo masculino.
Se sua doença diagnosticada contribuiu de alguma forma para a decisão de atacar a escola onde ele próprio estudou, não se sabe. Os médicos que diagnosticaram a doença, não viram qualquer sinal de que pudesse indicar uma atitude violenta como essa.
Outras pessoas que tinham contato com ele, no entanto, relataram que Adam Lanza tinha uma obsessão por assassinatos em massa, em particular o ataque no Columbine High School, no Colorado, a 20/04/199, quando 2 atiradores mataram a tiros 12 estudantes e um professor, e depois cometeram suicidio. Durante a investigação, a polícia descobriu pelo GPS do carro, que Lanza tinha dirigido até à escola Sandy Hook no dia anterior.
Adam Lanza também tinha acesso facil as armas de fogo, porque sua mãe praticava tiro desde jovem e iniciou os seus filhos na prática como hobby. Embora não tivesse licença de porte de armas, costumava ir com a mãe praticar tiro.
No porão de sua casa, onde ficava a área de jogos de vídeo, a polícia descobriu vários jogos - uns violentos, outros não - e também alguns recortes que revelavam a sua obsessão com massacres escolares. Por exemplo, cópias de artigos de jornais de 1891 que falam sobre a morte a tiros de alunos de escolas e um outro do New York Times de 2008, que fala sobre um tiroteio na Universidade do Norte do Illinois.
O seu computador foi em grande parte inutilizado - ele formatava o HD frequentemente -, mas a polícia conseguiu descobrir uma folha de cálculo comparativo com informações relativo a vários assassinatos em massa. Havia também vídeos de suicídios por tiro, e vídeo dele próprio apontando uma arma na cabeça.
Confira as imagens do interior da casa de Adam Lanza e o que foi encontrado.


ADAM LANZA



















  

























VISITE NOSSO MELHOR PARCEIRO