Novos Artigos
Loading...

O Brasil é o Paraíso dos Sonegadores

VÍDEO DO DIA
"PARÓDIA REDUBLAGEM DO DEADPOOL - EXCELENTE"



Mais uma vez o povo brasileiro vai sofrer com a péssima imagem que o resto do mundo está acostumado a ver e ler na midia; corrupto, caloteiro, bandido e outras classificações de baixa qualidade, e tudo isso devemos aos nossos governantes que ao longo dos séculos fizeram o possível para denegrir a imagem do brasileiro.
Um dos maiores calotes no Brasil veio a público nessa quarta-feira(17/08/2011) através da Operação Alquimia, deflagrada pela Policia Federal. Essa operação investiga crimes de evasão de divisas, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e formação de quadrilha cometidos por empresas em 17 estados brasileiros e no Distrito Federal. Segundo os investigadores, foram sonegados 1 bilhão de reais em impostos que deveriam ir para outros "corruptos" do governo, e as medidas judiciais decretadas poderão reaver esse patrimônio da União, não é do povo brasileiro certo?!
Para se ter uma ideia do tamanho do calote aos cofres públicos, basta dizer que as investigações começaram na década de 90 numa empresa de Juiz de Fora (MG), feita pela Polícia Federal em parceria com a Receita Federal e o Ministério Público Federal. Resumindo, quase onze anos de investigações que podem não dar em nada, pois aqui no Brasil quando a Policia Federal consegue detonar esquemas ilícitos envolvendo pessoas influentes, logo surge denuncias de que as investigações e prisões foram feitas irregularmente, enquanto para o trabalhador comum ele é imediatamente considerado um caloteiro(sonegador).
O esquema para enrolar a Receita Federal funcionava da seguinte forma, empresas "laranjas" vendiam produtos para empresas legais e iam acumulando crédito de impostos a pagar. Quando esse montante chegava a um determinado valor - que não foi revelado -, essa empresa "quebrava" e desaparecia.
Atualmente pelo menos 165 empresas espalhadas em 19 Estados e outras 27 no exterior integram a rede da organização criminosa para sonegar impostos, segundo a Policia Federal. A maioria delas têm perfil similar à da Zwrox Distribuidora de Produtos Químicos Ltda.
Segundo o inquérito, a Zwrox foi fundada por um "pedreiro e um motorista" em 1996 e chamou a atenção do fisco por causa da movimentação financeira incompatível com o capital de 50 mil reais.
Depois, os primeiros "laranjas" foram substituídos no quadro acionário da empresa por companhias sediadas nas Ilhas Virgens Britânicas, um paraíso fiscal no Caribe. Na prática, segundo a Policia Federal, elas eram comandadas por procuradores e contadores ligados ao esquema.
O foco principal das investigações foi nas atividades do grupo Sasil, um dos principais distribuidores de produtos químicos do Nordeste e aponta os irmãos Paulo Sérgio Pinto Cavalcanti e Ismael César Cavalcanti Neto, da Sasil, como mentores do esquema.
Dentre os bens bloqueados pela Justiça, estão carros de luxo, caminhões, carretas, móveis, instalações industriais, dinheiro depositado em conta, aeronaves, embarcações e uma ilha particular de 20 mil m2 na baía de Todos os Santos, próxima a Salvador (BA) e foi avaliada em 15 milhões de reais.












LINK CURTO PARA DIVULGAÇÃO NAS REDES  http://bit.ly/r7PGdQ  ( copie cole )

ACRESCENTE UMA RENDA EXTRA AO SEU SALÁRIO

VISITE NOSSO MELHOR PARCEIRO