Novos Artigos
Loading...

Antes Solo do Que Bem Acompanhado

VÍDEO DO DIA
"PARÓDIA REDUBLAGEM DO DEADPOOL - EXCELENTE"




Alguns cantores que seguiram carreira solo, por acharem que poderiam apresentar um trabalho mais pessoal sózinhos, outros pela dissolução do grupo que participavam e outros pela morte prematura do companheiro, conseguiram se manter e aumentar seu sucesso pelo carisma e destaque que eram evidentes e pela capacidade artistica também.
Não querendo dizer com isso que a banda, grupo ou dupla da qual faziam parte não era boa, muito pelo contrário, foi através desse inicio juntos que o talento individual desses cantores, agora em carreira solo, se destacou e com o tempo só iria ofuscar os outros integrantes.

Alexandre Pires fez parte da banda de pagode Só Pra Contrariar até 2002. Por conta do sucesso do seu primeiro disco solo “É o Amor”, que foi lançado em 2001, Pires resolveu apostar em sua carreira fora da banda. Desde então, lançou mais seis álbuns, dois deles sendo em espanhol.

O "Rei do Pop" começou a carreira aos 5 anos no grupo Jackson Five, onde se destacava mais que os irmãos, mas o sucesso estrondoso de Michael Jackson veio mesmo bem mais tarde, quando ele revolucionou o mundo da música e da dança com "Thriller".

Ivete Sangalo foi destaque da Banda Eva por seis anos, depois disso ela resolveu apostar na carreira solo em 1999. O resultado não poderia ter sido melhor: ao longo de sete álbuns de estúdio, a baiana emplacou um sucesso após o outro e em setembro fez um mega showi nternacional no Madison Square Garden, em Nova York.

Daniel fazia parte da dupla sertaneja  com João Paulo até a morte do amigo e companheiro, em 1997, em um acidente de carro. Depois de um certo tempo, ele seguiu carreira sozinho(havia especulações que teria outro companheiro), e acabou estourando com "Ai Eu Adoro Amar Você", música do seu primeiro disco solo.
 
Inconformista, rebelde sem causa, Cazuza foi vocalista da banda Barão Vermelho até 1985, onde dividia os palcos e as composições com Frejat. Sua carreira solo foi marcada de sucessos, como "Ideologia", "O Tempo Não Para" e "Codinome Beija-Flor". Cazuza morreu em 1990, depois de anos lutando contra os efeitos da AIDS, e até hoje mantem uma legião de fãs que idolatram suas musicas.

Antes de fazer sucesso com "Maria Salsa Y Merengue", Ricky Martin foi integrante do grupo Menudo. Depois, o astro latino emplacou vários hits e ficou conhecido como um dos maiores sex symbols do mundo. Recentemente, assumiu sua homossexualidade e é pai de gêmeos, o que na minha opinião não tira méritos de ninguém.

Claudia Leitte, cantora de axé, começou a carreira na banda Babado Novo. Claudia foi vocalista da banda até 2001, quando resolveu seguir carreira solo. Atualmente, lançou o disco "Rhytmos", e "Famo$a", seu novo hit, está fazendo o muito sucesso.

Roberto Carlos começou a fazer sucesso na Jovem Guarda, nos anos 1960, quando tocava rock com Wanderléa e Erasmo Carlos. Resolveu seguir carreira solo nos anos 1970 e, desde então, o forte do veterano cantor são as músicas românticas.

Marcelo D2 começou a polemizar com a banda Planet Hemp em 1993, e só começou a carreira solo em 2001, quando a banda se separou. Mesmo assim, D2 continua defendendo os ideiais básicos do Planet Hemp: reflexão política e legalização da maconha.

Depois de sair da Banda Beijo em 1992, Netinho fez muito sucesso com a música "Mila", que o consagrou no Carnaval de Salvador. Ainda hoje o cantor é sempre requisitado, tocando em sete estados no Carnaval, e já dividiu trio elétrico com Ivete Sangalo e Carlinhos Brown.
Créditos : Famosidades


.
VISITE NOSSO MELHOR PARCEIRO