Novos Artigos
Loading...

Presa, Agredida e Escrava Sexual na Própria Casa Por Um Mês

VÍDEO DO DIA
"PARÓDIA REDUBLAGEM DO DEADPOOL - EXCELENTE"



Uma mulher inglesa deu uma entrevista ao News Of The World contando como foi mantida prisioneira, agredida fisicamente e estuprada em sua própria casa, durante um mês.
Annmarie Tonkies, 32 anos, disse que o fato passou despercebido durante tanto tempo porque seu sequestrador e agressor, Daniel Clarke de 22 anos, fechou as cortinas da casa e disse ao seus amigos que ela tinha viajado para a casa de sua mãe por umas semanas.
Annmarie contou que os ataques aconteceram depois que ela conheceu Clarke em uma festa de Ano Novo em 2009, eles conversaram e ela deixou-o acompanha-la até a sua casa em Huyton, Merseyside, onde ela convidou-o a entrar para tomar uma bebida.
"Ele era simpático e charmoso inicialmente, e também parecia ser um bom rapaz, e eu me senti atraída por ele", ela disse.
Eles passaram o dia seguinte juntos, mas quando ela lhe disse que estava saindo para visitar alguns amigos, nesse momento Clarke se transformou numa pessoa diferente, mudando sua atitude completamente, ficando furioso e possesso.
"Ele disse, 'Você não vai a lugar nenhum', e me deu um soco no rosto, logo ele se desculpou , mas em poucos instantes seus olhos começaram a revirar", disse ela ao News of the World.
"Ele sentou-se cantando, "cadela, escória, prostituta" mais e mais para si mesmo. Então ele me estuprou no sofá. Foi horrível. Eu estava muito amedrontada para reagir."
"Depois ele ligou para meus amigos avisando que eu ia viajar. Nesse momento eu percebi que ninguém iria estranhar a casa fechada e com as persianas abaixadas, assustada com esse pensamento eu comecei a gritar por socorro, mas logo ele me agarrou, me sufocando com as mãos a ponto de eu quase desmaiar"
A partir daí Clarke, a fez prisioneira e sua escrava sexual por um mês em sua própria casa, estuprando-a regularmente.
Ocasionalmente ele deixava ela conversar com a mãe, Jackie, mas sentada ao seu lado segurando o telefone, ameaçando-a com uma faca, dizendo-lhe "seja rápida senão vai se arrepender."
Depois de uma semana ele decidiu que precisavam visitar a mãe de Annmarie, para ser apresentado como seu novo namorado, para não levantar suspeitas.A sua mãe percebeu que alguma coisa n~~ao estava bem, mas não deu muita importância, pensando que era cisma.
Depois de duas semanas ela tentou fugir, pois ele estava cada vez mais violento. Aproveitando que ele havia deixado a porta da frente destravada ela já estava conseguindo fugir, mas ele a impediu agarrando e espancando-a com mais violência.
Encurtando a história, no dia 7/02/2010 ela finalmente conseguiu escapar depois de Clarke deixou a casa para comprar cigarros. Ela quebrou uma das janelas, correndo para os vizinhos, que avisaram a policia. Ela foi levada para o hospital com ferimentos múltiplos e desidratação.
Os médicos descobriram tantas contusões, que desistiram da contagem quando chegaram a 109. Clarke foi preso e condenado a 15 anos de prisão em um tribunal de Liverpool.
Daniel Clarke, agora preso por 15 anos

Annmarie disse que resolveu tornar sua história pública, para mostrar que Clarke não havia arruinado sua vida.
"Eu tenho medo do escuro, tenho medo da noite e não posso confiar em ninguém, mas vou conseguir me recuperar e mostrar que mesmo me deixando da forma que estou agora 'ele' não vai me arruinar a vida".

VISITE NOSSO MELHOR PARCEIRO