Novos Artigos
Loading...

Arrependimento Não Mata

VÍDEO DO DIA
"PARÓDIA REDUBLAGEM DO DEADPOOL - EXCELENTE"

 Fernanda Vasconcelos

A atriz Fernanda Vasconcellos há quatro anos realizou o sonho de menina e colocou uma prótese de 190 ml de silicone para aumentar os seios, que considerava pequenos. A transformação deu novos contornos ao corpo mignon e trouxe o peso na consciência de ter se submetido a uma intervenção cirúrgica sem necessidade.

 

 O arrependimento pelo excesso de vaidade, no entanto, veio aliado ao processo de amadurecimento da atriz. "O meu limite da vaidade foi colocar silicone. Era coisa de menina e, hoje, um pouco mais velha, vejo que foi uma bobagem. Me arrependi", admite Fernanda. Apesar da imagem de símbolo sexual, ela dispensa o rótulo. "Não sou sexy, eu sei ser. Fica muito óbvio quando uma mulher é só sexy. É igual ao homem... jamais olharia para um homem que fosse só sexy. É desinteressante. Precisa ser inteligente, ter senso de humor e me tratar bem", diz ela, com toda segurança possível a uma mulher de 25 anos.

 Karina Bacchi

Aos 33anos, Karina Bacchi precisou passar por uma experiência, digamos, traumática, para atingir o ápice na carreira. Foram 90 dias confinada em um sítio em Itu, no interior de São Paulo, no programa A Fazenda, da Rede Record, que lhe renderam popularidade, R$ 1 milhão na conta e a certeza de que nunca mais participará de um reality show novamente. De presente, Karina "se deu" um período sabático pela Europa. Dois meses circulando basicamente pela Espanha.
Com contrato renovado com a emissora paulista, será como apresentadora que ela retornará à televisão no segundo semestre. No entanto, os detalhes da atração ainda é segredo.
Apesar da reviravolta, ela entende que sua carreira está no caminho certo. "Minha trajetória não é de altos e baixos, mas segue numa crescente. Acertei em todos os momentos que não agi por impulso", conta. E é justamente ao "impulso" que Karina atribui a decisão de ter posado nua em dezembro de 2006. "Foi o maior erro que já cometi. Se pudesse tiraria todas as fotos de circulação", assume. Ela garante que não foi o dinheiro que a levou a tomar a decisão, mas sim vontade de se sentir independente. "Hoje vejo que foi totalmente desnecessário", lamenta.


Fonte : ISTOÉ Gente
VISITE NOSSO MELHOR PARCEIRO